terça-feira, junho 10, 2003

A Coluna Infame termina aqui a sua jornada. Começámos em Outubro de 2002, fascinados pelo fenómeno blogger, e convencidos de que era útil travar deste modo novo o combate cultural contra a hegemonia intelectual da esquerda. Desde essa data, o número de blogs mais que duplicou, e muitos deles defendem os mesmos valores que nós. Facto inédito, a «não-esquerda» domina mesmo a blogosfera portuguesa. Paralelamente, cresceu o interesse dos media por este fenómeno. Para além de uma pequena legião de talentos anónimos, cultos e inteligentes, os blogs começaram também a atrair figuras públicas. A blogosfera (política em particular) passou a ser um assunto de conversa. Estamos reconhecidos a todos os que se referiram à Coluna como um blog de referência, e, evidentemente, aos muitos que nos leram e escreveram. Despedimo-nos com um registo de cerca de 80.000 pageviews, o que era para nós impensável há apenas nove meses. Por aqui passaram também as artes e as letras, as observações quotidianas, os fascínios e embirrações. E, claro, uma boa dose de polémica. Esta última foi, porém, longe demais, e não nos eximimos das nossas culpas nessa matéria. Depois dos acontecimentos recentes que levaram à cisão conhecida, entenderam os dois outros autores ser inviável prosseguir, tendo em conta os conflitos gerados, a acrimónia, e o próprio feedback negativo que recebemos. Obrigado a todos os que fizeram, de um modo ou de outro, esta Coluna, incluindo os nossos adversários (mas não inimigos). Globalmente, saímos com a noção de que fizemos o nosso melhor, mesmo com os erros inevitavelmente cometidos. Não faltam, felizmente, blogs de qualidade. Naveguem e descubram-nos. Nós continuaremos atentos à blogosfera.

A Coluna Infame

segunda-feira, junho 09, 2003

ÁGUA NA FERVURA: Amigos, nestes dias desagradáveis embora não necessariamente traumáticos, quero agradecer em meu nome e em nome da Coluna os mails de apoio e incentivo que temos recebido no nosso correio. A Coluna Infame está suspensa, conforme o Pedro Mexia já avisou. Vamos pensar agora no futuro, com lucidez, cabeça fria e sem complexos. As hipóteses estão todas em aberto. Vamos ponderar. Não escondo que o que se passou abriu uma ferida. Mas a epopeia acabou e, pelo menos da minha parte, a vontade de continuar é grande. E outra coisa: a lealdade e a integridade, meus amigos, vêem-se em coisas mais importantes do que os blogs. Não dramatizem e não julguem em demasia. Não estou a dizer que tudo foi exemplarmente feito. Não foi. (Assim se vive e assim se cresce). Mas sejamos razoáveis e clarividentes com tudo o que se passou. Mudemos de página. Entretanto, leiam o meupipi para desopilar. Eu vou aproveitar para saber o que se tem passado no Fórum Social Português. Até já. PL
CAROS AMIGOS: A política não é a coisa mais importante do mundo. Nem os blogs. Ao contrário do que escrevi no meu último post, e devido a dados novos, a minha participação na Coluna está suspensa. E a própria manutenção da Coluna será repensada nos próximos dias. Assim que houver decisões, os nossos leitores serão informados. Há outros (excelentes) blogs para ler: vão por exemplo aos links dos Marretas e escolham. Obrigado. PM